82016nov
Olhos ajudam a diagnosticar doenças

Olhos ajudam a diagnosticar doenças

Um simples exame de fundo de olho, parte de uma consulta oftalmológica de rotina, ajuda a diagnosticar doenças que muitas vezes passam despercebidas no início e podem comprometer gravemente a qualidade de vida.

Segundo o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, este é o caso da hipertensão arterial, diabetes, doenças reumáticas, tuberculose, toxoplasmose, lepra, AIDS, tumores intracranianos e até do mal de Parkinson que altera os vasos no fundo do olho conforme recente pesquisa britânica.

O médico explica que o exame é indolor e nada invasivo. É feito com um oftalmoscópio, equipamento que aumenta diversas vezes os detalhes da retina, vasos e artérias. Quem tem hipertensão, comenta, apresenta os vasos do olho dilatados e é encaminhado a um cardiologista.

Saiba como reconhecer doenças através dos olhos

Olhos ajudam a diagnosticar doenças

O médico afirma que muitas doenças dão sinais nos olhos que podem ser percebidos por qualquer pessoa e indicam urgência médica. Os principais são:

– Olho vermelho

Além da conjuntivite e da ceratite (inflamação da córnea) o olho vermelho pode indicar glaucoma. O especialista afirma que a doença é indolor, em 90% dos casos está relacionada ao aumento da pressão intraocular e reduz o campo visual até a cegueira se não for tratado corretamente com colírios indicados por um oftalmologista,

– Pupila contraída

Sinaliza uveite, inflamação da úvea. Pode ser causada por toxoplasmose, ,doenças reumáticas, herpes, tuberculose, lepra ou certos tipos de leucemia.

– Pupila dilatada

Pode estar relacionada a tumores, glaucoma, doenças do sistema nervoso central.

– Visão dupla

Indica presença de tumor intracraniano, acidentes vasculares centrais, trauma ou hiperglicemia.

– Olhos saltados e inchaço

São sinais, principalmente, de distúrbios da tireóide.

– Mudança na cor dos olhos

É causada por medicamentos ou inflamações oculares.

– Cegueira momentânea

Indica tumor intracraniano, má circulação no cérebro ou arritmia cardíaca.

– Visão borrada

Pode sinalizar diabetes, sangramento ocular, inflamação ou hipertensão arterial.

– Olho seco

A falta de lágrima pode ser causada pela baixa umidade do ar, disfunções hormonais, menopausa e até Síndrome de Sjogren, uma doença reumática crônica. Os sintomas são olhos vermelhos, fotofobia e visão O acompanhamento de um especialista evita que se torne crônico.

Independente destes sinais, Queiroz Neto afirma que até os 40 anos as consultas oftalmológicas devem ser feitas a cada 2 anos ou antes caso sinta algum desconforto. A partir desta idade deve ser anual.

Isso porque, além da presbiopia, dificuldade de enxergar de perto decorrente da perda de flexibilidade do cristalino, depois dos 40 anos podem surgir outras doenças como glaucoma, catarata e alterações na retina que não são percebidas logo no início.

Fonte: Bonde News – http://www.bonde.com.br/saude/pesquisas/olhos-ajudam-a-diagnosticar-doencas-421448.html




Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *